Alimentos, Alimentos e bebidas, Artigos

Sujidades Macro e Microscópicas encontradas em alimentos

Sujidades Macro e Microscópicas

A publicação da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 14 de 28, em março de 2014, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) foi resultado da necessidade de aprimoramento das condições sanitárias dos alimentos e dos critérios de fiscalização. Para isso foram estabelecidos limites de tolerância para sujidades de matérias estranhas macroscópicas e microscópicas em alimentos e bebidas.

Foi realizado pela ALS um levantamento durante o período de 1 ano e constatou que em 1382 amostras analisadas observou-se a presença de sujidades de matérias estranhas em 128, sendo que a maioria das amostras pertenciam a um dos seis grupos de alimentos com limites de tolerância para sujidades leves previstos pela RDC 14/2014 e 24 amostras não pertenciam a nenhum grupo especificado pela legislação.

No entanto, mesmo contendo sujidades, 70% da amostras analisadas estavam conforme segundo os critérios da RDC Nº 14/2014. Somente 30% das amostras apresentando sujidades foram consideradas não conformes, em sua maioria por apresentarem fragmentos de pelo de roedor e/ou de outros animais ou fragmentos de insetos conforme fotos abaixo.

 

Larva de inseto – amostra de shitake

 

Inseto – amostra de canela

 

Pelo de roedor – amostra de páprica

 

 

Determinação de Areia

Outra análise realizada conforme RDC 14/2014 é a determinação de areia (cinzas insolúveis em ácido). Essa análise tem uma grande importância para a verificação de sujeiras em produtos de origem vegetal, porém sua determinação se aplica para todos os tipos de alimentos. Abaixo alguns tipos de amostras onde foi quantificado areia.

 

Areia em uma amostra de páprica

 

Areia em uma amostra de pimenta do reino

 

Existem ingredientes que são interferentes para a quantificação de areia, como o dióxido de silício (antiumectante). A lista de ingredientes da formulação do alimento deve ser considerada para correta interpretação do resultado obtido na análise de areia.

A exigência de análises de natureza macroscópicas, microscópicas e físico-químicas é indispensável para conhecer e melhorar as condições sanitárias dos produtos alimentícios, auxiliando as indústrias em seus processos e contribuindo para saúde, bem-estar e segurança dos consumidores.

Compartilhe este conteúdo

Imprimir