Alimentos, Alimentos e bebidas, Artigos

Segurança alimentar: a importância das análises e testes

Segurança-Alimentar

Alguém é capaz de afirmar que os alimentos não são importantes para a nossa vida? Ademais, antes de mais nada, eles são o nosso combustível. Portanto, com toda a certeza, são primordialmente essenciais para a nossa existência.

Então, o alimento assim sendo o que nos faz funcionar, de tal forma que nos faz existir, ele precisa ter qualidade. O alimento que entra na sua casa precisa ter a melhor condição, concorda?

 Bem como um carro precisa de combustível de qualidade para não estragar, do mesmo modo acontece conosco.

Dessa forma, a segurança alimentar e os testes de qualidade não apenas são necessários, como também são essenciais a fim de proporcionar o melhor consumo.

A importância da análise de alimentos

A segurança alimentar é primordialmente importante. Não só para quem fabrica, mas também para quem consome. Uma vez que é obtida a composição exata dos alimentos, advertir sobre precauções, assim como demais cautelas, torna-se possível.

Em suma, como você pode saber mais neste artigo, esse processo é o controle de qualidade de rotina. Ao passo que avalia componentes dos alimentos, assim também determinar o estado das matérias-primas. Ou seja, são as características que controlam o processamento de um alimento.

Em outras palavras, a análise, no que diz respeito à segurança alimentar, é importante não apenas para a qualidade, como também para o cuidado e fiscalização.

O que é analisado?

A segurança alimentar, por meio da análise de alimentos, identifica vários aspectos dos alimentos. Mas isso desde sua composição química, sua interação com o organismo humano e até mesmo a embalagem.

Abaixo, veja o que é analisado:

  • Composição química;
  • Ação no organismo;
  • Valor alimentício e calórico;
  • Propriedades físicas;
  • Propriedades químicas;
  • Propriedades fisiológicas;
  • Possíveis adulterantes e contaminantes.

Tipos de análise de alimento

Não só a segurança alimentar é necessária, como também ela existe em diversos tipos, com as mais variadas funções. Afinal, os alimentos são ricos em possibilidades, e dessa forma apresentam inúmeros caminhos de análise, conforme explicado neste artigo.

A seguir, conheça alguns deles:

Análise Microscópica

Em suma, seu objetivo é encontrar no alimento materiais estranhos ao produto. Ou seja, materiais não naturais a ele, e que não são visíveis ao olho nu – bem como pedras, plásticos e afins.

São feitas, então, análises histológicas (busca resíduos de outros produtos alimentares e orgânicos), assim como análises de sujidades (outros materiais estranhos em geral ou objetos indesejáveis).

Análise Microbiológica

Igualmente eficaz para a segurança alimentar, nesta análise são procurados microrganismos que possam, portanto, causar males a quem ingeri-los. Ou seja, elementos nocivos ao ser humano.

Com essa análise, a empresa não só protege seu público, mas também o seu produto. Dessa forma, verifica-se mais segurança para o alimento ser comercializado no mercado. Além do mais, ela pode ser exigida por lei, então só é realizada em laboratórios credenciados.

Análise Sensorial

Como resultado de análises orgânicas, esta análise vem com o propósito de averiguar aspectos sensoriais. Em outras palavras, serve para avaliar: visual, cheiro, reações ao toque e gosto, assim como os sons que faz.

Vale observar, portanto, que essa análise pode ser feita não só com os produtos finais, mas também com suas matérias-primas e estágios intermediários de produção.

Análise físico-química em alimentos

Sabe a tabela nutricional de um alimento? Então, boa parte daquelas informações é coletada na análise físico-química.

De acordo com as diretrizes da segurança alimentar, decerto essa análise também ajuda no controle de qualidade, assim como na elaboração do rótulo (peso, quantidade de água, validade, entre outras características).

Teste de DNA

Como é possível que o cliente saiba com toda a certeza de que o alimento é mesmo da sua natureza. Em outras palavras, a carne de vaca, por exemplo, é mesmo carne de vaca?

Por isso existe o teste de DNA. Ele é realizado com o propósito de assegurar, primordialmente, que produtos de origem animal e vegetal sejam mesmo da espécie adquirida. Isso é essencial à segurança alimentar.

Para saber ainda mais não só sobre outros testes de segurança alimentar, mas também de serviços no segmento prestados pela ALS, acesse o nosso blog clicando aqui.

CTA Blog

Compartilhe este conteúdo

Imprimir