Artigos, Mineração e Siderurgia, Tribologia

Geradores utilizados na mineração – Conheça os 6 principais problemas

Os geradores utilizados na mineração atuam com rapidez quando ocorrem apagões ou quedas de luz durante o período de operação. Ele é essencial para manter a energia no local de trabalho, seja para iluminar a mina, seja para o funcionamento do maquinário.

O gerador promove a continuidade das atividades, além da segurança dos trabalhadores. Ele permite que a mineração aconteça até mesmo em regiões que não têm alimentação de energia elétrica.

Entre as diversas categorias de geradores utilizados na mineração existentes, o mais comum na mineração é o de 750 a 1000 kVA. Assim como qualquer equipamento, esse requer atenção e planejamento de manutenção.

Estes são alguns problemas comuns que precisam ser evitados:

1 – Mancais excêntricos

Os mancais são componentes extremamente importantes para o gerador. Por isso, seu estado precisa ser mantido nas melhores condições possíveis: checar os esforços axiais e radiais aplicados a eles, manter a correta manutenção e lubrificação.

Quando os mancais não operam em condições normais, sofrem deslocamento, se afastando do centro. Isso pode acontecer por vários motivos. Preocupe-se em monitorar o funcionamento total do gerador periodicamente.

2 – Rotor não centrado dentro do estator

O rotor também pode sofrer deslocamento por vários motivos, mas o principal deles é passar do tempo máximo de uso.

Cada vez que o gerador executa um arranque, em cada barra, acontecem dilatações diferenciais entre a parte inferior e a superior devido ao efeito da corrente rotórica no arranque, causando um aquecimento desigual. Esse processo, gradualmente, desgasta o rotor e pode resultar na ruptura.

Prefira sempre reparar ou substituir o rotor de um motor antes que ele sofra ruptura, o que pode ter como consequência a destruição do estator.

3 – Barras da gaiola trincadas ou quebradas

A quebra das barras da gaiola é outro problema recorrente dos geradores utilizados na mineração. Para detectá-lo, é possível realizar uma análise da corrente.

Entretanto, o processo apresenta algumas limitações, como a necessidade de acessar painéis elétricos e a presença de um eletricista para acompanhar as medições.

Outro processo que pode substituí-la é a análise de Fluxo Magnético. Por meio dela, é possível coletar dados de forma segura, ou seja, sem acessar os painéis elétricos.

4 – Ventoinhas quebradas ou defeituosas

As ventoinhas fazem parte do sistema de ventilação forçada. Ele entra em ação quando o fluxo de passagem de ar pelo radiador é muito baixo.

O sistema é responsável por regular as temperaturas consideradas ideais do ar e do equipamento, garantindo melhor desempenho na operação.

Mesmo que o sistema da ventoinha seja ativado em condições extremas, não deixe nunca de conferir o estado de conservação dessas peças.

5 – Falhas no material isolante

Para evitar problemas no material isolante de disjuntores, transformadores, motores, assim como geradores, além de outros equipamentos, é preciso realizar testes de resistência do isolamento.

Essa análise permite checar as condições da superfície, verificando, por exemplo, a presença de sujeira, poeiras abrasivas ou corrosivas, etc.

6- Falhas no lubrificante

Em geradores de motor a diesel, é possível que problemas como baixo nível de óleo lubrificante, bem como envelhecimento do mesmo, ou ainda contaminação por variados elementos, como água, poeira e outros que interfiram na lubrificação do equipamento, gerem desgaste e degradação do óleo, que podem ocasionar numa pane do motor e consequentemente do gerador. Por isso é fundamental checar sempre níveis e qualidade do óleo para garantir seu pleno funcionamento.

exemplo de amostra com contaminação por água no lubrificante do motor a diesel

Veja também um estudo de caso sobre geradores a diesel e perceba na prática como a manutenção preditiva atua na tomada de decisão antecipada.

Manutenção preditiva de geradores utilizados na mineração

Para evitar os problemas listados acima, siga esta checklist para determinar uma rotina de manutenção dos geradores utilizados na mineração:

  1. Checar o estado e a quantidade dos fluidos de arrefecimento.
  2. Verificar o nível de combustível no tanque.
  3. Conferir a qualidade, a pureza e a viscosidade do óleo lubrificante.
  4. Procurar vazamentos de óleo e outros fluidos.
  5. Realizar a análise de nível de ruídos e vibração.
  6. Fazer a limpeza do filtro, especialmente quando o equipamento estiver operando em condições de poeira extrema.

Fazendo a manutenção preditiva, você evita esses seis problemas.

Compartilhe este conteúdo

Imprimir