Tribologia

O que é confiabilidade na manutenção?

O que é Confiabilidade na Manutenção?

Você pode não ter familiaridade com o termo confiabilidade, ou ainda confundir com outras palavras do universo da manutenção, mas hoje suas dúvidas vão acabar e você entenderá a importância dele em sua gestão de manutenção.  

Confiabilidade é a possibilidade de um item, componente, equipamento, máquina ou sistema desempenhar a sua função determinada dentro de um projeto, de acordo com as condições de operação, em um intervalo definido de tempo. Ou seja, se espera que o equipamento funcione corretamente dentro de uma operação determinada pelo período esperado, como uma safra, por exemplo.  

É até repetitivo dizer que uma máquina pode parar de repente e que isso atrapalha bastante a produção. Portanto, o que se espera, através da confiabilidade, é que os sistemas sejam confiáveis e alcancem os resultados esperados dentro de um período determinado. É claro que para isso, é necessário acompanhamento constante dos itens envolvidos na operação para que eles desempenhem suas funções corretamente. 

Como garantir Confiabilidade? 

A confiabilidade na gestão de manutenção é avaliada dentro da porcentagem ou probabilidade de funcionamento adequado dos itens da cadeia produtiva. 

Essa medição é feita através da avaliação de dados que incluem o histórico de desempenho dos equipamentos e de sua estimativa qualitativa de funcionamento futuro. 

Assim, é possível apurar, por exemplo, qual a porcentagem de chance de um motor a diesel operar, de acordo com as condições adequadas, nas próximas 250 horas (dependendo do modelo do equipamento, do regime de operação, bem como do lubrificante escolhido).

A primeira área-chave para essa confiabilidade ser possível é ter um programa de manutenção preventiva e preditiva funcionando corretamente. 

Planejamento de manutenção 

Você possui um processo robusto de planejamento e programação de manutenção?  

Ele deve incluir a garantia que todas as manutenções programadas sejam agendadas para conclusão no momento certo, o que garante que todas as peças, ferramentas, equipamentos ou mão de obra necessárias para executar a tarefa estejam disponíveis no horário da programação, que deve ser prioridade nos planejamentos. 

O sucesso da Gestão na Manutenção está diretamente ligado ao cuidado com as informações. Uma vez que se erra na coleta, armazenamento e na tratativa das informações, se compromete toda a gestão da manutenção da empresa. 

O que é manutenção centrada na confiabilidade? 

É uma metodologia de trabalho que define políticas para o gerenciamento correto de falhas. Pode ser aplicada em qualquer ambiente, em conjunto com outras formas de planejamento e manutenção. 

Os princípios da manutenção de confiabilidade são estender o tempo de execução entre os encerramentos agendados; apoiar e cooperar os profissionais envolvidas nas operações; melhorar a produtividade dos equipamentos; criar abordagem proativa e planejada, assim como desenvolver táticas eficientes para a solução de falhas e problemas. 

Para que a manutenção centrada na confiabilidade (MCC) alcance seus objetivos, é preciso identificar os sistemas, suas fronteiras, suas funções, suas possíveis falhas e modos de falha, para enfim construir um diagrama de decisões. 

Por isso, as perguntas a seguir são de extrema importância: 

  •  Qual o sistema/processo avaliado? 
  •  Quais os subsistemas? 
  •  Que ativos estão envolvidos? 
  •  Quais as funções do ativo na operação? 
  •  Quais falhas podem ocorrer durante execução dessas funções? 
  • Por que elas ocorrem? 
  • Como elas ocorrem? 
  •  O que acontece quando elas ocorrem? 
  •  Qual é a importância dessas consequências? 
  •  O que pode ser feito para prever e evitar essas falhas? 
  •  O que deve ser feito caso não existam técnicas viáveis de manutenção proativa? 

Com as respostas dessas perguntas, você terá muito mais segurança e inteligência de dados na tomada de decisões, especialmente se trabalhar com o armazenamento e processamento adequado dos mesmos.  

Resumindo:  

Com a aplicação da manutenção centrada na confiabilidade, gestores de manutenção conseguem identificar com mais facilidade quando e como as avaliações e correções nos equipamentos devem ser realizadas. 

Ações como a definição de probabilidade de falhas, a padronização de procedimentos de restauração e a elaboração de códigos de conduta operacionais são algumas possibilidades que surgem da manutenção centrada, lembrando que o resultado final é: 

  •  Aumento da vida útil das máquinas 
  •  Redução de custos de manutenção 
  • Melhoria do desempenho operacional 
  • Uso e gerenciamento de banco de dados, que também retorna em valor agregado do equipamento 
  • Agilidade e consistência das equipes técnicas 

Esse é o padrão ALS de trabalho. Através das análises de fluidos, é possível acessar informações valiosas antes que gerem problemas e acompanhar desempenho dos equipamentos, gerando economia de manutenção de peças e paradas desnecessárias ou inesperadas.  

Compartilhe este conteúdo

Imprimir