Artigos, Tribologia

A nova concentração de Biodisel – Chegou o B11

A definição sobre a inserção de biodiesel ao diesel rodoviário foi o início do programa de expansão do setor. A expectativa, desde o princípio, é de gerar impacto tanto ambiental quanto socioeconômico. Afinal, amplia-se a produção desse combustível e também do etanol, e ainda se contribui para a redução dos poluentes emitidos e consumo dos recursos fósseis.

O programa que regula a obrigatoriedade do bioóleo começou bastante tímido, após 4 anos de estudos. Em 2008, apenas 2% deste biocombustível era requerido no diesel. Entre 2010 e 2014, passou a ser mandatória a concentração de 5% do óleo, e este teor foi aumentando.

Quatro anos mais tarde, em março de 2018, foi estipulada a concentração mínima de 10% de biodiesel – foi o chamado B10. Agora, em 1º de setembro de 2019, entrou em vigor a concentração mínima de 11% de biodiesel – o chamado B11.

É importante lembrar que os distribuidores podem entregar valores superiores à concentração mínima desse éster, desde que respeitem o teto do B15 (15% de biodiesel no diesel).

Compartilhe este conteúdo

Imprimir