Alimentos e bebidas, Artigos, Meio ambiente

Clostridium perfringens: Importância da Análise em Amostras de Água e Alimentos

O gênero Clostridium faz parte de um grupo de bactérias que pertencem a família Bacillacea. Caracterizam-se por serem gram-positivos e por terem sua forma de bastonete. São anaeróbicas e esse caractere faz do gênero um importante grupo para saúde pública. Tanto por estarem envolvidos em casos de intoxicação alimentar ao longo da história da humanidade, quanto nos adventos produzidos com múltiplas biotecnologias. Espécies como Clostridium perfringens, Clostridium dificille, Clostridium botulinium e Clostridium tetani são alguns exemplos dos casos acima citados.

O amido hidrolisado não produz alteração de cor. Se aparecer uma zona clara após adição do iodo em um meio que contenha amido e crescimento bacteriano, é porquê a amilase foi produzida pela bactéria. Se não ocorrer uma zona clara, o amido não foi hidrolisado.

Contudo, há uma espécie que chama a atenção e tem sido foco de estudo nos ensaios biológicos. Trata-se de Clostridium perfringens, uma bactéria anaeróbica obrigatória, imóvel, encapsulada. Fermenta glicose, sacarose, lactose, manitol, amido, degradam a gelatina e não possuem catalase, é negativa na reação de indol. Além disso, forma esporos oval-subterminal, sendo essa última característica responsável pela sobrevivência das colônias em condições extremas como variações de temperatura, dissecação e acidez do meio, das quais outras bactérias como Escherichia coli não conseguiriam sobreviver.

 

Teste bioquímico do indol

Teste positivo para Escherichia coli e negativo para outras bactérias. SA (Staphylococcus aureus);

  • EF (Enterococcus faecalis);
  • PA (Pseudomonas aeruginosa);
  • ST (Salmonella typhimurium);
  • CP (Clostridium perfringens);
  • EC (Escherichia coli.)

A saber, Clostridium perfringens podem ser encontrados no solo, na água, na flora intestinal e em dejetos fecais. Sendo assim, a presença desse grupo de bactérias é um indicador de contaminação fecal. As intoxicações comumente são causadas pela ingestão de alimentos e água contendo grandes quantidades da bactéria. Esporulam no intestino delgado e liberam a toxina, no lúmen intestinal causando lesões na mucosa. Das condições de crescimento, as colônias podem crescer à uma temperatura de 20 º à 50ºC, sendo a sua melhor faixa de crescimento a 37ºC a 44ºC. O pH ótimo pode variar de 6,0 à 7,0. Essa capacidade de sobrevivência em ambientes com temperaturas e nutrientes diversificados conferem surpreendentes resultados de análise, ao passo que revelam a presença do microrganismos onde menos se espera.

Embora façam parte do grupo de bactérias anaeróbicas, os últimos estudos têm relatado que Clostridium perfringens pode ser considerado uma bactéria aerotolerante, pois consegue sobreviver e crescer na presença de oxigênio. Contudo, a avaliação da presença de C. perfringens em água e alimentos exige cada vez mais análises criteriosas para confirmação da espécie nas amostras.

Além de meios de cultura altamente específicos, redutores de oxigênio no microambiente com o objetivo de atingir a atmosfera anaeróbica, é necessário a utilização das provas bioquímicas nos testes confirmatórios. A partir do perfil dos microrganismos, é traçado um conjunto de soluções em que as bactérias realizam a fermentação ou não do substrato contido no meio. O resultado do teste confirma a presença ou ausência da bactéria na amostra.

RDC nº275

A resolução que dispõe o regulamento técnico de características microbiológicas para água mineral natural e água natural está na RDC nº275, de 22 de Setembro de 2005, no art 3º. Resultados que revelem a presença de C. perfringens em produtos destinados ao consumo humano indicam alerta para investigação nos sistemas de abastecimento devido a possibilidade de haver presença de protozoários.

Dessa forma, os laboratórios têm uma grande responsabilidade de disponibilizar resultados confiáveis e fidedignos das suas análises, eliminando possibilidades de falsos negativos e vice-versa. Sendo assim, as condições sanitárias, controles de qualidade e o conhecimento da biologia dos microrganismos são indispensáveis para garantir a segurança dos produtos destinados ao consumo humano.

Amostras de água mineral para ensaio microbiológico de Clostridium perfringens

A evolução é um processo dinâmico na natureza. Sabendo que na seleção natural o meio ambiente gera modificações nos organismos, é necessário compreender que os microrganismos poderão sofrer mudanças.

Cabe aos laboratórios ampliar a visão de estudo para melhorar cada vez mais as metodologias na recuperação das bactérias. Uma vez que nem sempre as amostras ambientais terão resultados esperados em suas respostas quando comparadas às cepas padrão nas coleções de referência do mesmo.

Nesse sentido, a unidade da ALS Life Sciences localizada na Bahia tem ampliado sua visão de estudo para melhorar cada vez mais as metodologias na recuperação das bactérias, oferecendo serviços com suprema qualidade e confiança nos seus resultados.

Compartilhe este conteúdo

Imprimir