Artigos, Tribologia

As cinco funções básicas do óleo lubrificante

Algumas das dúvidas mais recorrentes sobre a manutenção preditiva consistem nas anormalidades referentes ao óleo lubrificante e suas diferentes funções. Por isso, conhecer bem as principais propriedades do óleo lubrificante pode ser de grande importância para o sucesso da sua empresa e para o bom funcionamento de seus equipamentos.

Discutiremos neste artigo quais as funções básicas do óleo lubrificante e a importância de se investir em ferramentas de manutenção preditiva no plano de negócios da organização para a boa conservação e a produtividade de seus equipamentos.

Funções básicas do óleo lubrificante

Redução do atrito

O atrito é a resistência de um corpo ou uma substância que se opõe a determinado movimento. Essa resistência é medida por uma força denominada “força de atrito”, presente em qualquer tipo de superfície em contato com outra em movimento. Ele pode ser classificado em atrito fluido, que ocorre entre superfícies fluidas, ou atrito sólido, entre superfícies sólidas e fluidas. Neste caso, quanto maior a viscosidade do fluido, maior o atrito.

Por ação do atrito, duas superfícies sólidas em movimento, uma contra a outra, sofrerão desgaste. Contudo, com o uso de lubrificação adequada, procura-se minimizar esse desgaste. Essa é a função primária do óleo lubrificante, que forma uma fina película entre duas superfícies móveis, reduzindo o atrito e suas consequências, que poderiam levar ao desgaste e à quebra dos componentes.

Refrigeração

O óleo lubrificante também representa um meio de transferência de calor. Nos motores de combustão interna, o calor é transferido para o óleo através do contato com vários componentes e, então, para o sistema de arrefecimento de óleo. Dessa forma, o lubrificante também representa um importante papel da refrigeração do equipamento.

Limpeza

Em turbinas a gás, uma das funções do lubrificante é retirar as partículas resultantes do processo de fricção dos mancais e dos anéis labirintos. Assim, essas partículas são mantidas em suspensão no óleo, evitando que se depositem no fundo do tanque de óleo e provoquem incrustações.

Proteção contra corrosão

A corrosão e o desgaste podem resultar na remoção de metais da turbina; por isso, a importância dos aditivos anticorrosivo e antidesgaste no óleo lubrificante.

Vedação

Ao mesmo tempo em que lubrifica e refrigera, o óleo lubrificante também atua como agente de vedação. Impedindo a saída do lubrificante e a entrada de contaminantes externos aos compartimentos das turbinas.

Análise de óleo e manutenção preditiva

A manutenção preditiva é uma metodologia que permite determinar quais são as reais condições de funcionamento de cada máquina. Essa ferramenta faz um acompanhamento periódico dos equipamentos, por meio de diversos testes, dentre eles a análise de óleo. Que consiste em um estudo detalhado e preciso sobre os óleos lubrificantes utilizados nas máquinas. Como um método de manutenção preditiva, a análise de óleo também consegue apontar anomalias. Como desgaste de fluidos, presença de micropartículas e demais substâncias contaminantes, antes que os problemas se agravem.

A análise de óleo representa uma das mais importantes variáveis da manutenção preditiva, permitindo uma programação mais assertiva de inspeções. A ausência desse tipo de manutenção deixa os equipamentos sujeitos a problemas sérios em componentes importantes. E até mesmo a paradas completas nas operações.

Estudos permanentes e detalhados dos óleos lubrificantes utilizados nas máquinas podem apontar para diversos problemas. É possível identificar os níveis de desgaste de componentes, por exemplo, pela presença de micropartículas no óleo. Contaminações por água ou combustíveis também podem ser identificadas pela análise de óleo. Logo, esse monitoramento é de grande importância, permitindo a orientação de ações pontuais de manutenção antecipada e a prevenção de falhas futuras.

Conclusão

Aprendendo um pouco mais sobre as diferentes propriedades e funções do óleo lubrificante. Fica ainda mais evidente a importância da aplicação da manutenção preditiva e seus principais métodos e processos. Como a análise de óleo, para o bom uso e funcionamento de seus equipamentos.

Empresas só têm a ganhar em benefícios ao apostar na análise de óleo. Com o seu uso, a vida útil dos componentes é ampliada, reduzem-se gastos com material de reposição, trocas de óleo desnecessárias e mão de obra em manutenções não programadas.

Além de predizer o tempo de vida útil dos equipamentos e seus componentes, o processo da análise de óleo detalha as atuais condições de cada um para que essa vida útil tenha o máximo aproveitamento e rentabilidade para os negócios.

Consulte a ALS, sua empresa especialista em análise de óleo.

Compartilhe este conteúdo

Imprimir