Alimentos

Análise físico-química dos alimentos: Entenda como funciona

Análise físico-química dos alimentos

A boa alimentação é um dos assuntos mais pesquisados e compartilhados hoje. Por conta dos diversos meios de informação, principalmente com o advento da Internet, cada vez mais as pessoas estão atentas aos assuntos ligados à saúde e ao bem-estar. Em razão disso, é muito importante entender os processos pelos quais passam os alimentos antes de chegarem aos supermercados, para enfim estarem prontos para consumo. Ainda assim, muitas pessoas, apesar da informação que possuem, não conhecem os processos de análise dos alimentos e para que eles servem. Um importante recurso é a análise físico-química dos alimentos. 

Ela é uma forma de atender às normas necessárias de controle de qualidade e de controle sanitário; por isso diversos testes são realizados nos produtos alimentícios, antes da liberação para venda. São várias as metodologias de análise, porém daremos atenção ao tipo de análise físico-química dos alimentos, para saber como ela funciona e para que serve. 

Como funciona a análise físico-química dos alimentos? 

Para atingir a qualidade exigida pelos órgãos de fiscalização responsáveis e também esperada pelos consumidores, há hoje laboratórios especializados, os quais são os responsáveis pela realização dos testes. Esses testes devem atender às especificidades do alimento. Um determinado óleo e uma peça bovina, por exemplo, passarão por diferentes métodos existentes dentro da própria análise físico-química dos alimentos. 

A coleta de amostras deve atender aos níveis de especificidade do produto. O tipo de produto determina também se a coleta deve ser congelada ou embalada em material que faça bloqueio da luz evitando oxidação, por exemplo. 

Dentre os tipos de testes estão: de verificação de contaminantes, de composição química, de análise da textura, de nível de viscosidade, de presença ou quantidade de agrotóxicos, de umidade, de valores energéticos, de vitaminas e de minerais. A análise normalmente deve ocorrer em um período curto após a coleta para evitar comprometimento do material coletado. 

Para que serve a análise? 

Em virtude dos testes que são realizados na análise, é possível verificar e confirmar os nutrientes presentes nos alimentos. Isso contribui para a construção da tabela nutricional, presente nas embalagens dos produtos. Além disso, para saber também se o produto mantém a sua qualidade e se realmente está de acordo com o que promete a empresa. 

Esses testes também são feitos para locais como restaurantes e lanchonetes. É importante lembrar que qualquer produto alimentício está incluído na obrigatoriedade dos testes, inclusive ração para animais, por exemplo. 

Vale ressaltar a importância da identificação de potenciais agentes contaminantes, ajustando assim a vida útil do produto. A confiança dos clientes reside no cumprimento daquilo que o produto oferece, qualquer que seja a área. Isso tudo é viável graças à realização dos testes da análise físico-química. Além disso, os produtores que estão dentro das normas de análise garantem a qualidade e boa comercialização dos seus produtos e a promoção e manutenção do bem-estar de seus clientes. 

Quer se informar mais sobre análise físico-química dos alimentos além de diversos outros assuntos do ramo da inspeção, certificação e verificação? Baixe o nosso e-book e saiba mais sobre este e outros assuntos! 

 

Compartilhe este conteúdo

Imprimir