Tribologia

Análise de Teor de Clorados e Análise de Teor de Bifenilas Policloradas

Análise de teor de clorados

Método potenciométrico por eletrodo seletivo de cloro – norma NBR 16432
Determinação de produtos clorados não halogenados.
Os resultados obtidos nessa análise podem ser utilizados como ferramenta rápida para triagem
de óleos minerais isolantes quanto ao conteúdo de Bifenilas Policloradas (estimativa como
Aroclor 1242).
Os resultados desse ensaio são expressos como ≤ 50 mg/kg ou > 50 mg/kg, como aroclor 1242.
Caso o valor encontrado seja superior a 50 mg/kg recomenda-se a realização do ensaio por
cromatografia.

Análise de teor de Bifenilas Policloradas

Método de ensaio por cromatografia gasosa – coluna capilar e ECD.
A amostra destinada a essa análise é previamente tratada para eliminação de interferentes. O
resultado é obtido pela comparação das áreas obtidas no cromatograma com a análise prévia
de soluções-padrão em curvas de calibração.
Os resultados são expressos (concentração de PCB) em miligramas por quilograma de PCB.
Para a avaliação dos resultados e classificação é utilizada a norma NBR 8371, nela estão
definidas as faixas de classificação do óleo isolante, bem como, as ações recomendadas para
cada faixa classificada.
Atualmente esse tem sido o documento orientativo no Brasil que ainda não possui promulgada
uma lei específica que verse sobre o tema, com exceção do estado de São Paulo.
A lei brasileira está ainda em tramitação e há enorme expectativa sobre seu texto e do
benefício que trará.

Em suma, método de clorados utilizado para triagem rápida dos equipamentos.
Quantificação de concentração de Bifenilas Policloradas, sempre pela NBR 13882.

Iadson Barbosa – CRQ 02406934 – Coordenador Técnico – Fluilab Ltda

Compartilhe este conteúdo

Imprimir